O Casal

Florianópolis

O Casal

“Dois parceiros nunca correspondem nem satisfazem completamente um ao outro: sempre é assim na natureza.
Os seres vivos nunca estão totalmente em harmonia com seu “nicho”; apenas tem que procurar adequar-se a ele o suficiente para poderem sobreviver.
O mesmo acontece com os dois parceiros: sempre construirão a realidade de modo diferente.
Determinante é se os construtos pessoais são ou não compatíveis entre si. Essa diferença pesa muito na “dor de amor”. No entanto, as tensões resultantes de opiniões diferentes dão sabor a relação; na verdade, é isso que faz com que a história de uma relação seja aventurosa, incomparável e única, mas também pode resultar daí um aspecto trágico, porque as possibilidades de compreensão entre parceiros sempre estão limitadas.
Muitas das potencialidades evolutivas não podem ser realizadas numa relação a dois. Cada qual evolui em um domínio tolerado pelo outro, pelo qual os dois estão sempre negociando entre si e lutando juntos. Encontrar compromissos e saídas exige um ato de criatividade.
Afastar-se e depois reaproximar-se faz correr riscos,
mas também torna viva a relação.”
(J. Willi)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat