AS SETE PRINCIPAIS DEUSAS GREGAS E O TRABALHO DE AUTO-CONHECIMENTO

Florianópolis

AS SETE PRINCIPAIS DEUSAS GREGAS E O TRABALHO DE AUTO-CONHECIMENTO

Temos como representação dos arquétipos femininos sete deusas gregas que se dividem basicamente em:

  1. Invulneráveis ou Virgens: três grandes deusas: Ártemis, Atena e Héstia. As quais nunca se deixam dominar por seus pares masculinos. Atena e Ártemis representam a meta direcionada e pensamento lógico, são arquétipos de realização orientada. Héstia é o arquétipo que enfoca a atenção interior para o centro espiritual da personalidade de uma mulher. Este arquétipo de Héstia ativa na mulher a busca de seus próprios objetivos.
  2. Vulneráveis: Hera, Deméter-Coré ou Deméter-Perséfone: Que foram raptadas, humilhadas, violentadas por seus consortes. Representam os papéis tradicionais de esposa, mãe e filha. Arquétipos que orientam as mulheres para os relacionamentos. Sua identidade irá depender de uma relacionamento significativo.
  3. Deusa Alquímica Afrodite: Fecha os arquétipos e representa uma Deusa Alquímica por estar sujeita ás transmutações, tanto é a inspiradora dos amores carnais (Afrodite-Urânia), como também dos amores etéreos-superiores (Afrodite Celeste). Deusa do Amor e da Beleza, nos relacionamentos é considerada vulnerável. Mas seu arquétipo motiva as mulheres a buscarem “intensidade” nos relacionamentos, ao invés de permanência, motivam ao processo criativo e serem receptivas às mudanças.

 

Perceber com quais Deusas nos identificamos é o início de um trabalho profundo de Auto-conhecimento. Equilibrar os diferentes aspectos e curar as deusas feridas dentro de nós é o objetivo almejado com o trabalho através das deusas. 

Psicóloga e Gineterapeuta: Janaina Leopardi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat