Você sabia que nós temos vários tipos de fome?

Florianópolis

Você sabia que nós temos vários tipos de fome?

Existem várias classificações, mas eu costumo falar de 5 tipos de fome:  

– Fome física

– Fome hedônica

– Fome social

– Fome prática

– Fome emocional

A FOME FÍSICA é aquela que nós temos quando o nosso corpo está precisando de energia pra continuar exercendo suas funções. Ela pode ter algum sintoma, como ronco no estômago, dor de cabeça, fraqueza e até tontura, dependendo do nível dessa fome. Além disso, ela é satisfeita com qualquer alimento. Ou seja, apesar de termos as nossas preferencias e o nosso apetite guiando nossas escolhas alimentares, quando estamos com fome física podemos comer qualquer alimento que ela irá passar.

Temos também a FOME HEDÔNICA, também conhecida como apetite, que ajuda a guiar nossas escolhas alimentares. Se você prestar atenção nela, você vai descobrir exatamente o que quer comer, porque ela é bem específica.

Sabe aquela vontade de comer chocolate, que não passa enquanto você não comer chocolate? Ou sabe quando você fica muito tempo sem comer um alimento da sua rotina (ex: feijão, salada, etc) e dá uma vontade louca de comer? Isso é o apetite. 

E por que nos sentimos mal quando sentimos vontade de comer chocolate, mas não quando queremos comer feijão?

Porque a maior parte das pessoas divide os alimentos entre bons e ruins. Isso faz com que você evite de comer aquele alimento “ruim” e busque algo mais saudável pra substituí-lo. E o que acontece? Você come fruta, damasco, tâmara, uva passa, mas a vontade do chocolate não passa. E no fim, você acaba comendo o bendito chocolate. Não teria sido melhor você comer só aquilo que estava com vontade?

O terceiro tipo de fome é a FOME SOCIAL. Ela vem quando vemos uma mesa cheia de comidas gostosas, ou ao sentir o cheiro ou ouvir falar de uma comida. Geralmente ela está presente em momentos de festa, confraternização, ou associada a eventos específicos (a pipoca no cinema e a batata frita no bar, por exemplo). Apesar de ser normal comer um pouco a mais nessas situações, é interessante perceber o que mais te apetece, o que você está com vontade de comer naquele momento, e comer saboreando o alimento. Para que aquela experiencia seja prazerosa em vários sentidos e você não fique com desconforto físico por comer demais.

Nosso quarto tipo de fome é a FOME PRÁTICA. No nosso dia-a-dia corrido, cheio de compromissos e afazeres, nem sempre podemos comer na hora em que sentimos fome física. É aí que a fome prática entra.

Ela é, por exemplo, tomar um café da manhã mesmo sem fome física, porque você sabe que vai ter uma reunião durante a manhã e não vai poder parar pra comer na hora em que sentir a fome física

Só não vamos confundir a fome prática com o “comer de 3 em 3h”. Na maior parte do tempo, é melhor você comer quando está com fome física mesmo, e é até mais prazeroso. E isso muitas vezes exige organização, pra preparar e levar lanches que possam ser consumidos na hora que aparecer a fome física.

Mas caso você só tenha a oportunidade de comer quando ainda não está com fome física, sabe que vai sentir fome mais tarde e não vai poder comer, é melhor comer algo que te sacie até o horário da próxima refeição, pra que você não chegue nela faminto(a).

E o quinto e último tipo de fome é a FOME EMOCIONAL. Assim como as outras, ela também é normal, se a pessoa souber porque está comendo, ter consciência de que não vai resolver o sentimento e se não for algo frequente. Mas ela pode se tornar disfuncional quando é a única estratégia que a pessoa tem pra lidar com os sentimentos ou quando ela é automática, a pessoa nem sabe porque está comendo.

Ela é uma fome específica (geralmente a pessoa sabe exatamente o que quer comer) e é repentina e urgente. Para tratar uma fome emocional disfuncional é necessário acompanhamento especializado, para descobrir o que há por trás dela e te ajudar a encontrar outras formas para lidar com os sentimentos.

Ficou interessado(a)? E só entrar em contato comigo!

Amanda Brognoli Domini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *