Por que você sente culpa ao comer?

Florianópolis

Por que você sente culpa ao comer?

É cada vez mais comum encontrarmos pessoas que sentem culpa ao comer. E isso tem se naturalizado, como se fosse algo normal. Mas fique atento(a)! Culpa ao comer é sinal de um comer transtornado, e você não precisa viver nesse sofrimento com a comida. 

Mas por que a culpa ao comer acontece?

Bom, nós, seres humanos, sentimos culpa quando fazemos algo que consideramos errado (um crime ou um pecado por exemplo). Então a culpa ao comer vem justamente desse tipo de pensamento. Para muitas pessoas, parece um crime comer um hambúrguer ou um chocolate. Para outras, seria cometer o pecado da gula. Mas não existe ilegalidade em comer esses alimentos, e os sete pecados capitais (dentre eles a gula) foram criados pela igreja como forma de controle social.

Talvez você nunca tenha parado pra pensar nisso, mas dividir os alimentos entre “certos” e “errados” se origina nessas premissas de que seria um crime ou um pecado comer certos tipos de alimentos, e que você estaria cometendo um erro moral ao consumi-los. Mas acredite em mim! Você não é uma pessoa pior por comer chocolate (ou qualquer alimento que você considere proibido).

E se você acredita que dividir os alimentos entre “certos” e “errados” está te ajudando a ter uma alimentação saudável, repense! Sentir culpa ao comer não faz parte de uma alimentação saudável. Para uma pessoa sem problemas de saúde, todos os alimentos podem fazer parte de uma alimentação saudável. É claro que existem alimentos mais nutritivos do que outros, e que devemos ter uma frequência maior de alimentos in natura e minimamente processados e menor de alimentos ultra processados na nossa alimentação. Mas quanto mais tentamos evitar certos alimentos, maior vai ser sua vontade por eles (o que é proibido é mais gostoso, não é mesmo?).

Por isso, na Alimentação Intuitiva (ferramenta que eu utilizo nos meus atendimentos), nós trabalhamos com a permissão para comer de tudo, desconstruindo crenças disfuncionais em relação a comida. Isso te ajuda a sentir menos culpa ao comer e a melhorar a qualidade da sua alimentação, pois quando não temos tantas interferências de regras externas na alimentação, conseguimos ouvir e respeitar as reais vontades do nosso corpo, e passamos a perceber que na maior parte do tempo ele vai ter vontade de alimentos mais nutritivos. Ou seja, desconstruindo esse pensamento de que existem alimentos “certos” e “errados”, é possível atingir o que é recomendado para uma alimentação saudável, mas de forma natural, sem sofrimento envolvido no ato de comer. Não é demais?

Se você se interessou por essa forma de melhorar a alimentação, saiba que é necessário acompanhamento com profissional capacitado para te guiar nesse processo. Não é simplesmente sair comendo tudo o que você tem vontade, é preciso da mudança de crenças disfuncionais para que funcione corretamente. 

Para mais informações entre em contato!

Amanda Brognoli Domini – Nutricionista Comportamental

CRN10 5831

(48) 99115-5085

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *