NUTRIÇÃO COMPORTAMENTAL: O QUE É E PARA QUEM SERVE?

Florianópolis

NUTRIÇÃO COMPORTAMENTAL: O QUE É E PARA QUEM SERVE?

A Nutrição Comportamental é uma abordagem da nutrição mais leve e humanizada, na qual o nutricionista não tem o papel de “juiz da alimentação”. Nessa abordagem, não há classificação de alimentos entre saudáveis X não saudáveis, pois se considera que todos os alimentos podem ser saudáveis, dependendo do contexto.

Seres humanos comem por diversas razões, não apenas biológicas. As questões culturais, emocionais e sociais também influenciam na alimentação. Por isso, o foco dos atendimentos não são os nutrientes, e sim a comida e a relação que a pessoa estabelece com ela, pois já se sabe que apenas receber informações nutricionais não necessariamente promove mudanças no comportamento alimentar. Não se analisa apenas “o que” e “em que quantidade” se come, mas principalmente “como”, “por quê”, “onde” e “em que situação” a pessoa come, e “o que sente” em relação ao comer.

É uma abordagem que não foca no peso ou na composição corporal, e sim nas mudanças de comportamentos que podem ou não influenciar neste aspecto. Além disso, não há prescrição de dietas neste tipo de atendimento, pois já existem muitos estudos mostrando que dietas não funcionam a longo prazo e ainda podem influenciar negativamente no comportamento alimentar do indivíduo.

 

Para quem serve esse tipo de atendimento?

  • Pessoas que tenham uma relação difícil com o corpo;
  • Pessoas que vivam no efeito sanfona e tenham dificuldade de estabilizar o peso corporal;
  • Pessoas que sintam culpa ao comer determinados alimentos;
  • Pessoas que não consigam comer certos alimentos em moderação ou que tenham sensação de descontrole ao se alimentar;
  • Pessoas que não consigam se manter em dieta por muito tempo ou que estejam cansadas de fazer dietas e estejam dispostas a tentar uma abordagem diferente.

Além disso, é importante destacar que a nutrição comportamental é compatível com todas as faixas etárias e com algumas situações clínicas, principalmente diabetes, hipertensão, dislipidemia, obesidade e transtornos alimentares.

 

Telefone para contato:  (48) 9 9115-5085

 

Referências:

ALVARENGA, M.; FIGUEIREDO, M.; TIMERMAN, F.; ANTONACCIO, C. Nutrição Comportamental. Barueri: Manole, 2015. 549 p.

MOTTA, D. G.; MOTTA, C. G.; FERRETTI, M. G. Aspectos Psicológicos do Aconselhamento Dietético. In: DIEZ-GARCIA, R.W.; CERVATO-MANCUSO, A.M. Mudanças Alimentares e Educação Alimentar e Nutricional. 2 ed. 2017. p. 44-55.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *